TRSDOXOR - A primeira empresa de remediação térmica do Brasil

TRSDOXOR, no Brasil desde 2009, tem o orgulho de já ter realizado e concluído com sucesso 3 projetos de remediação thermal.

Em todos os casos, metas atingidas, antes do prazo previsto e abaixo das expectativas de consumo de energia e o melhor tudo produzido, montado e instalado no Brasil por Brasileiros.

Remediação de BTEx (benzeno, tolueno, etilbenzeno e xilenos)

Segundo projeto com ERH em São Paulo – Brasil

Terceiro projeto de ERH em São Paulo – Brasil. Mais um caso encerrado com sucesso.

QUEM SOMOS

TRSDoxor é uma fusão que data de 2009 entre a Doxor Soluções Ambientais e TRS Group, detentora da patente de utilização da tecnologia.

Com a transferência de tecnologia e muito estudo, conseguimos nacionalizar os equipamentos mantendo todas as características originais, sendo construídos no Brasil, evitando assim os custos provenientes da importação de peças além da flutuação do Dólar.

ERH – COMO FUNCIONA

ERH (Electrical Resistance Heating), ou Sistema ERH, é uma solução de remediação ambiental térmica para rápida remoção de contaminantes do solo e da água subterrânea.

O Sistema ERH elimina a necessidade de escavação ou bombeamento, sendo excelente para a remediação de compostos voláteis clorados ou combustíveis ou tratamento de compostos orgânicos semi voláteis ou não voláteis podendo ser utilizado para fase livre e DNAPL.

Utilizando a tensão trifásica de corrente alternada fornecida pela concessionária, podendo ser de 220, 380 ou 440V, preparamos a superfície e instalamos nossos eletrodos no solo conforme a profundidade e volume a ser remediado juntamente com a parte hidráulica, como a tubulação de extração e recirculação.

UNIDADE CONTROLADORA DE POTÊNCIA

O UCP ou PCU (Power Unit Control), controla a tensão que é aplicada nos eletrodos, variando conforme a necessidade de cada fase site ou fase durante o processo.

Como o Sistema ERH utiliza tensão de corrente alternada (CA), evita problemas associados à eletrólise, quando aplicado tensão de corrente contínua (CC), assim, não danifica cabeamentos ou tubulações enterradas no solo.

Nos equipamentos, temos transformadores isolados, que permitem somente que a energia seja transferida de um eletrodo à outro, controlando e mantendo a tensão aplicada somente dentro da área de tratamento.

Com vários tamanhos de equipamentos disponíveis, que variam de 500 até 4500 kW (kilowatts), conseguimos uma melhor otimização para a necessidade de cada projeto.

SEGURANÇA

A segurança também é fundamental para qualquer equipamento e somos felizes em afirmar que nos múltiplos casos já executados no Brasil e nos EUA, mantemos um recorde sem incidentes.

O Sistema ERH conta com diversos dispositivos de segurança que forçam o equipamento a se desligar se houver falha de algum componente, bem como a intrusão de pessoas não autorizadas na área do projeto com sensores de presença que são instalados no perímetro que também desligam o equipamento caso alguém não autorizado adentre.

Existe uma rotina de start-up do Sistema ERH para garantir a segurança, primeiramente testamos o funcionamento do equipamento, depois, um teste enter passos e passo e toque (simulação com equipamento que mede a tensão entre passos humanos e o pé e a mão encostando em objetos), que garante a segurança da circulação na área.

OPERAÇÃO REMOTA

Por definição da TRSDoxor todos nossos equipamentos podem ser controlados e operados remotamente.

CONTROLE
.. Ligar e desligar o equipamento;
.. Tensão e corrente aplicada em cada eletrodo;
.. Controle de umidade, sistema de drip;
.. Controle do sistema de extração.

MONITORAMENTO
.. Temperatura multi nível;
.. Tensão aplicada por eletrodo;
.. Quantidade de energia aplicada;
.. Falhas entre outros.

ELETRODOS E POÇOS DE EXTRAÇÃO

Após a investigação das consultorias, com a pluma delimitada e com objetivos e metas de remediação traçados, conseguimos desenvolver a melhor estratégia para reduzir custos e atingir máxima eficiência com a estimativa de energia aplicada e tempo de operação.

No Sistema ERH, em cada eletrodo instalado no campo que promove o aquecimento, temos também um ponto de extração, reduzindo a quantidade de tubulação e tempo de instalação do equipamento.

AQUECIMENTO E REMEDIAÇÃO

O design dos eletrodos é feito e executado de tal maneira, que o fluxo de energia fique somente dentro da área desejada e sendo troca entre os eletrodos, utilizando a matriz do solo como resistência que promove o aquecimento.

A tipologia do solo é indiferente para o espaçamento dos eletrodos, então, o mais importante é conhecer o tipo do contaminante, a profundidade e o vácuo desejado para se alcançar a temperatura desejada entre os eletrodos.

Como no Sistema ERH é o solo que atua como resistência, não o eletrodo que aquece, conseguimos atingir uma temperatura uniforme em todo a área de tratamento eficientemente.